> Palavras não ditas.: Novembro 2010

Descoberta.


.

~~~

Me rendi à coisas que eu nunca me renderia, só para poupar brigas e constrangimento. Mergulhei no desconhecido só para sentir o sabor do que é novo. Tentei entender o sentido da vida. Tentei entender as pessoas. E descobri, que viver vai além de qualquer entendimento. E que as pessoas podem ser sempre elas mesmas, mas nunca serão as mesmas. Então temos que compreendê-las. Temos que amá-las.

~~~

Ingrid Rodrigues

Brincadeira


.

- Mas, como é, essa brincadeira? Perguntou Júlia.
- É bem simples...
Antes de terminar a frase. Entra ele. De blusa branca, radiando o caminho, com seu olhar sedutor, que fez Sophie suspirar - Como ele é lindo..
- O que você disse ?
- Nada Júlia, nada! Responde a garota desconfiada.
Então, vinha ele, ao encontro das duas moças. Ao chegar Júlia afobada como sempre, inclui Jake na conversa , sem mesmo pedir autorização.
- Sophie estava falando sobre uma brincadeira antes de você chegar. Bom que agora, ela fala pra nós dois.
- Sério? Que brincadeira é essa Sofi? Ela amava quando ele à chamava assim.
Sophia rir , meio de lado e diz:
- Você não pode saber Jake!
- Mas porque? Pergunta os dois , sem entenderem absolutamente nada.
Sophie começa a conversar consigo mesma em seus pensamentos solitários.
Júlia sai indignada, resmungando. A garota odiava quando a amiga fazia isso.
Jake no entanto insistiu que Sophie contasse o porquê que ele não poderia saber da tal brincadeira.
Sophie criou um pouco de coragem o pronunciou tranqüilamente cada palavra.
- Você brincaria comigo?
- Sim
- Deixaria eu brincar com você?
- Sim. Mas que brincadeira é essa? Jake já estava roendo de curiosidade.
- A da Felicidade.
- Felicidade? Repetiu o rapaz sem conseguir entender.
- A brincadeira é o seguinte...

... Você me deixa te fazer feliz,
que eu ficarei feliz de estar com você.
E assim ficaremos felizes juntos meu querido Jake.



Ingrid Rodrigues












.

►◄►◄►◄►◄►◄►◄►◄►◄►◄►◄►◄►◄►◄►◄



Nos meus disfarces mais sutis, pego-me nas minhas mentiras, e como você ainda não percebeu? Não sei. Mas vou vivendo-as para que assim, minha verdade não seja exposta.
Muita intimidade. Muito afeto. Você vai vivendo, eu também. E a nossa liberdade é que nos aproxima tanto. Tanta aproximação, nenhum compromisso. Pode ser erro, mas nenhuma palavra será expressada. Um dia, você pode até partir para sua "tal liberdade". Longe de mim. Eu não irei impedi-lo de ir. Mais um erro. Porém ficarei torcendo para que um dia você volte. E ao voltar, espero que não seja tarde demais...

E eu não te ame mais.


Ingrid Rodrigues
►◄►◄►◄►◄►◄►◄►◄►◄►◄►◄►◄►◄►◄►◄

Right here Waiting ♪


.


Wherever you go
Whatever you do
I will be right here waiting for you
Whatever it takes
Or how my heart breaks
I will be right here waiting for you

But I can't get near you now!


[ Veja e leia a tradução ]


.


.


Palavras sopradas ao vento, vindas de um coração, que não encontra mais motivos para amar.
Pois sabe que, se estas lindas palavras nunca chegará ao desejado receptor, pois foi junto com o vento, para o nada.

7 coisas ...


.


Fui desafiada por Bianca Fernandes do blog Espera um chá? , e eu adoro um desafio.Que é o seguinte; São7 perguntas, para cada pergunta 7 repostas.
E as perguntas são:
7 coisas que pretendo fazer antes de morrer:
- Ter um Bernese Mountain Dog (é lindo demais *--*)
- Filhos gêmeos (caso eu não tenha sorte um casal).
- Pular de pára-quedas.
- Escrever um livro
- Fazer uma tatuagem
- Viajar pra Vegas e outros lugares do Exterior
- Passar uma semana em uma ilha, com todas as mordomias, e esquecer dos problemas , de tudo.

7 coisas que mais digo:
- Jengas! ( kkkk)
- Ahan.
- Vey (eu tenho que parar de falar isso :@).
- Me ouve que é sucesso.
- Relaxa que eu tenho um plano
- Que merda hein?
- Uma questão de Melosquência!

7 coisas que faço bem:
- Manipular.
- Perturbar.
- Cozinhar (cookies *-*)
- Escrever (eu acho , e quando eu quero)
- Me controlar quando eu quero. HAHA
- Observar
- Ignorar

7 defeitos meus:
- Sou agoniada.
- Quero fazer tudo ao mesmo tempo.
- Odeio esperar.
- Ansiosa demais
- Falo alto :S
- Enrolada

7 coisas que amo:
- Ir ao cinema
- Ler
- Ouvir música
- Ganhar presentes *-* (quem não gosta)
- Receber massagens
- Rir
- Sorvete *-*

7 qualidades:
- Perdoar
- Me adapto fácil
- Amigável
- Companheira
- Sei encarar grandes problemas e ignorar futilidades.
- Determinada
- Sou animada

7 pessoas para fazerem o jogo dos sete (ordem alfabética):
- Águas escuras do blog - Revelação do meu eu
- Anny Karollynny do blog - Outro atêlie
- Caroline do blog - 7 vezes
- Fernando do blog - Real Brasilia FC
- Jussielly do blog - Conscientemente inconsciente
- Tito do blog - Queixas Noturnas
- Thylma Kallynny do blog -
Contos de Kallynny





Foi por acaso?


.

Nas minhas aventuras de criança, nas minhas mentiras ingênuas, nos meus sonhos impossíveis,
lembro- me que um deles era me casar com o menino perfeito. Sua imagem era projetada na minha mente, de forma embaçada, onde seu rosto nunca me era legível, mas, eu sabia que ele era perfeito, que nem seu nome. Eu dizia para mim mesma que um belo dia este rapaz iria aparecer em minha vida.

Enfim o que eu quero dizer, é que eu nunca tinha conhecido uma pessoa com este nome. Afinal, há coisas na vida, que são coincidências, outras irrelevantes, outras de extrema importância. Mas há também, aquelas que passamos anos esperando que aconteça, e quando elas acontecem...
... elas simplesmente acontecem.
E vão acontecendo, e é bom que deixamos acontecer.

Uma vez que, o que for pra ser será. Queria que meus sonhos de criança tornassem-se real.
Pode ser que sim , e eu tenha uma linda história pra contar para os meus netos , ou pode ser somente mais uma história bonita, passageira, mas de extrema importância. Afinal de contas nada acontece por acaso. E se no acaso acontecer, sorte minha que acasos também acontecem.
Então vou deixando acontecer.


.